Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Uber lançará carros voadores em 2026


             Durante anos, quando pediam a alguém para pensar em um projeto tecnológico revolucionário, a resposta comum era a invenção de carros voadores. Na verdade, a passagem do tempo trouxe inovações jamais imaginadas, como a capacidade de enviar informações no mesmo instante para o outro lado do mundo, de pesquisar qualquer fato com um clique de uma tecla e de trocar de rostos no Snapchat. Enquanto isso, a tecnologia dos aviões, trens e carros manteve a forma tradicional.
Até agora, talvez. Na semana passada o Uber divulgou um relatório com 97 páginas intitulado “Fast-Forwarding to a Future of On-Demand Urban Air Transportation”, no qual propôs a realização de um programa chamado Elevate. Mas as duas palavras que atraíram a atenção no relatório foram as que vêm à mente ao pensar no futuro: carros voadores.
Nos próximos dez anos, o Uber planeja lançar no mercado uma série de carros voadores elétricos que transformarão uma viagem de duas horas em um percurso de 15 minutos de voo. E alega que sobrevoar o tráfego custará bem menos do que o transporte de passageiros tradicional em seus carros.
Os carros voadores elétricos não serão carros no sentido exato da palavra. O Uber refere-se a eles como VTOLs, um acrônimo para decolagem e pouso. O funcionamento deles será semelhante ao dos helicópteros e pousarão no equivalente aos heliportos, que o Uber chama de “vertiports”, com diversas pistas e estações de carga de bateria, e “vertistops” com uma única pista e pouca infraestrutura. O Uber afirma que já existem muitos heliportos, estacionamentos e terrenos vazios, que podem ser usados para decolagem e pouso dos VTOLs.
Os maiores desafios ao seu funcionamento serão a navegação aérea e a regulamentação do setor aéreo. Antes que os VTOLs comecem a voar, é preciso ter um sistema para evitar colisões entre eles, ou em prédios e aviões. E esse sistema terá de ser aprovado pelo governo. Esses obstáculos não são pequenos e, por esse motivo, o cronograma do Uber de produzir os carros voadores em dez anos é bastante ambicioso.


Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//