Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

sábado, 18 de março de 2017

Brasil uma democracia tomada pela corrupção

                                



O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse a colegas da Procuradoria que as delações de ex-executivos da empreiteira Odebrecht mostram a “triste realidade” de uma democracia “tomada pela corrupção e pelo abuso do poder econômico e político”. A afirmação foi feita por meio de uma carta enviada a seus pares na última terça-feira.14/03.
A carta foi enviada no mesmo dia em que Janot pediu ao STF a abertura de 83 inquéritos para investigar autoridades que foram citadas nas delações da Operação Lava Jato, incluindo ministros do governo Temer, deputados e senadores. Os nomes dos alvos dos pedidos de inquérito ainda não foram divulgados, pois a solicitação tem caráter sigiloso.
Janot ressaltou em sua carta que “certamente o MPF terá dois desafios institucionais a vencer a partir de hoje: manter, como sempre o fez, a imparcialidade diante dos embates político-partidários que decorrerão do nosso trabalho e velar pela coesão interna”.

Ainda de acordo com o PGR, “o sucesso das investigações sérias conduzidas pelo MPF até aqui representa uma oportunidade ímpar de depuração do processo político nacional, ao menos para aqueles que acreditam verdadeiramente que é possível, sim, fazer política sem crime e que a democracia não é um jogo de fraudes, nem instrumento para uso retórico do demagogo, mas um valor essencial à sociedade moderna e uma condição indispensável ao desenvolvimento sustentável do nosso país”.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//