Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Turbina eólica sem hélices

      O modelo não possui hélices, é mais barato e tem uma eficiência maior do que os clássicos modelos do tipo “cata-vento”.
O modelo batizado de Vortex Bladeless foi criado pela empresa espanhola de mesmo nome e promete ser uma boa alternativa ambiental para a geração de energia. A empresa fabricante se baseou em um efeito aerodinâmico conhecido como “vorticidade” para criar a turbina.
Como o vento ignora as estruturas fixas, as mudanças de fluxo geram um padrão cíclico de vórtices. Essas forças são suficientes para fazer uma estrutura fixa oscilar e entrar em ressonância com as forças laterais do vento.
Com essas instabilidades aerodinâmicas é possível gerar energia e é isso que a Vortex Bladeless faz. Ela possui o formato de uma torre que em vez de aparar a força dos ventos, as utiliza por meio de sua oscilação. A eletricidade é gerada a partir deste movimento. O dispositivo é composto por um mastro fixo, um gerador de energia e um cilindro oco de fibra de vidro.
David Suriol, um dos fundadores da empresa, explicou os benefícios da nova turbina. “Nosso gerador de energia eólica não tem partes móveis em contato, o que elimina a necessidade de lubrificação e reduz o desgaste. Além disso, sabe-se que uma estrutura só pode ter certa frequência de oscilação, o que limita o número de horas de trabalho. No entanto, graças ao sistema de acoplamento magnético de auto ajuste, a Vortex pode operar numa gama mais ampla de velocidades de vento”.
O protótipo passa por uma fase de testes e já foi aprovado em túneis de vento controlados. O próximo passo é testá-lo ao ar livre que é onde ele deve funcionar. A primeira turbina a ser lançada deverá conseguir produzir 4 quilowatts de energia e poderá ser aplicada em uso residencial e comercial.
Mesmo coletando 30% menos energia, se considerada a mesma área em usinas tradicionais, a Vortex Bladeless é tão mais barata e ambientalmente benéfica que representa 40% a menos nos custos para sua produção de energia. As despesas operacionais do sistema também são 50% menores.
Para o futuro, a companhia pretende acoplar placas solares às turbinas, para maximizar a produção e criar modelos para a produção eólica offshore. Além de todas essas vantagens, seu design evita acidentes com aves já que não possui hélices como os modelos normais.
Fonte-ggn


Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//