Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Marinha do Brasil: novo projeto da Estação Antártica


A Marinha do Brasil e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) apresentaram nesta terça-feira (7), em Brasília, o projeto de arquitetura para as novas instalações da base militar e científica brasileira na Antártica. As deputadas do PCdoB Perpétua Almeida (AC) e Jô Moraes (MG) participaram da solenidade que premiou os principais projetos apresentados no Concurso Estação Antártica para reconstrução da base no polo Sul.
Na avaliação da deputada Perpétua Almeida, que é vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, a nova base militar na Antártica vai ajudar o Brasil a dar continuidade a relevantes pesquisas cientificas e garantir posição no cenário internacional.
“É um momento importante para o Brasil e a Marinha Brasileira e, com certeza para os ganhadores do concurso, pois estão tendo uma oportunidade ímpar de construir o cantinho do Brasil no Continente gelado, a "Casa da Ciência e da Pesquisa", tão importante para o Brasil no acompanhamento de suas decisões sobre mudanças climáticas”, destacou.
Para a deputada Jô Moraes, que é vice-presidente da Frente Parlamentar de Apoio ao Programa Antártico Brasileiro “a Marinha tomou uma atitude inovadora ao convocar um concurso para a escolha do projeto de reconstrução da Estação Antártica. Uma forma que garantiu a transparência e apostou na comunidade científica. A parceria com o IAB legitimou a participação com a sociedade”.
O arquiteto e urbanista Fábio Henrique Faria, de Curitiba (PR), foi o grande vencedor do concurso e receberá prêmio de R$100 mil. O escritório de arquitetura será responsável por realizar adaptações nos estudos preliminares, fazer o anteprojeto e os projetos executivo e complementares, além de acompanhar todo o processo licitatório da obra de construção da nova estação. A Marinha dará início agora ao processo de licitação e as obras estão previstas para começarem no próximo verão antártico 2013/2014.
Com a reconstrução da base militar, que teve 70% das suas instalações destruídas por um incêndio em fevereiro de 2012, o Brasil vai garantir a continuidade das pesquisas científicas sobre mudança climática, meio ambiente, biodiversidade e fenômenos naturais no continente, entre outras. O trabalho é realizado por militares e cientistas na Estação brasileira.
Fonte-vermelho

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//