Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Espécies em extinção podem ser salvas



Quando em 1972 um grupo de conservacionistas começou a congelar amostras de pele de espécies ameaçadas, esperavam que um dia a ciência pudesse encontrar uma forma de ressuscitar essas populações fragilizadas.

Agora, a investigadora Jeanne Loring, juntamente com alguns colaboradores, deu um paço fundamental no cumprimento dessa antiga esperança. Loring conseguiu criar células estaminais a partir das células de pele congeladas de duas espécies - o mandril cinzento e o rinoceronte branco.

O avanço científico proporcionado por esta técnica levou os investigadores a planear a construção, a curto prazo, de um zoo de células estaminais congeladas. Os objetivos seriam o estudo do genoma e a criação de terapias de células estaminais para estes animais.

A longo prazo, os cientistas esperam produzir esperma e óvulos a partir das células estaminais, criando desta forma uma terapia reprodutora que poderia ser introduzida noutros programas de reprodução. Isto iria permitir maior diversidade genética em populações muito reduzidas - no caso do rinoceronte branco, existem apenas 7 indivíduos vivos no mundo inteiro e já não se reproduzem há anos.

Loring, que também é diretora do Centro de Medicina Regenerativa da Fundação Scripps, afirma "que o poder de antevisão que tiveram em 1970 quando começaram o programa é impensável. Na altura ainda não tinha sido publicado nenhum genoma e os conceitos do que hoje é possível encontravam-se apenas no domínio da ficção científica."

Para surpresa dos investigadores, o genes humanos mais utilizados na reprogramação de células humanas, também reprogramam as células de pele do mandril cinzento e do rinoceronte branco, se bem que com reduzida eficiência.




Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//