Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Embalagem "inteligente"

Uma equipa de investigadores da Universidade do Minho (UM) desenvolveu uma embalagem "inteligente", que pode ser comida e, ao mesmo tempo, é capaz de aumentar o ciclo de vida natural dos alimentos. A descoberta é fruto de um projeto de cooperação internacional com vista, de acordo com a UM, a "desenvolver embalagens alimentares com melhores propriedades antimicrobianas".

Denominadas de Nanopacksafer, as embalagens foram criadas através da aplicação de nanotecnologia, que permite moldar as moléculas dos materiais, fazendo-os adquirir novas características. Assim, as embalagens serão constituídas por uma camada finíssima à volta dos alimentos, capazes de monitorizar as suas propriedades, o que aumenta a qualidade a segurança da comida.

Segundo José Teixeira, especialista em tecnologia alimentar e responsável por esta investigação, o trabalho feita pela equipa que lidera permitirá o "controlo da atmosfera interna do invólucro, a libertação controlada de moléculas com atividade antimicrobiana, antioxidante ou de captura de oxigênio, bem como o uso de nano-hidrogeis poliméricos que libertam determinados ingredientes em resposta às condições ambientais".

Apesar de a tecnologia estar a suscitar o interesse de várias empresas, havendo mesmo a expectativa de a invenção chegar ao mercado em breve, José Teixeira admite que "os custos materiais e humanos associados continuam muito elevados". O investigador realça igualmente que a procura por alimentos cada vez menos processados e mais naturais está a aumentar, pelo que, o percurso para a implementação das embalagens "inteligentes" ainda é longo.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//