Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.instagram.com/andrecafee/

domingo, 8 de outubro de 2017

Dia do Nordestino



Seja por sua diversidade cultural ou pelo povo alegre, a região nordestina é destaque pelas mais variadas vertentes dentro do Brasil. Como homenagem ao dia 8 de outubro, data em que é celebrado o "Dia do Nordestino", vamos destacar cinco motivos para amar uma das regiões mais apaixonantes do Brasil.

Mesmo diante a uma região de clima seco e com sérias dificuldades como consequência, o povo nordestino ainda permanece apaixonante. Seja pela simpatia ou pela solidariedade, os nordestinos estão presentes em nosso cotidiano pelas danças, músicas, comidas e até crenças religiosas.
Como fruto desta alegria, o povo nordestino também é caracterizado pelas suas festas de carnaval. Considerado um dos melhores do mundo, é possível encontrar em todos os nove Estados da região uma opção diferente para comemorar a data com bastante animação ou tranquilidade diante suas belas praias paradisíacas.
Se não ganhar pela simpatia, os nordestinos conseguem ganhar pelo "bucho". Com uma culinária original, a região possui um tempero forte, picante e bastante característico. Tapioca, vatapá, cuscuz, carne de sol e acarajé são apenas alguns alimentos de bastante destaque em todo o país.

Mas apesar da animação e boa comida, muitos preferem destacar as belas praias como o principal motivo para conhecer o nordeste. É nesta parte do Brasil em que estão as famosas praias de Pipa, Maragogi, Morro de São Paulo, Jericoacoara e inúmeras outras, que também são bastante frequentadas por turistas de todo o mundo. Tudo isso sem esquecer a famosa ilha de Fernando de Noronha, que anualmente recebe milhares de turistas de todos os cantos do Brasil e do mundo.


Possuidora de uma tradição cultural forte, a região nordestina é exemplo pelos seus festejos e roteiros históricos. Seja na literatura, cinema, dança ou pintura, os nordestinos se espalham pelo Brasil levando na bagagem tradições folclóricas tradicionais, como festas juninas, boi-bumbá, e até religiões, como o candomblé e umbanda.
 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//