Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

sábado, 21 de janeiro de 2017

Como Edward Snowden, o ex-técnico da NSA mudou a história

Os efeitos do roubo de informações sigilosas da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos por Edward Snowden em 2013 podem ser divididos em bons, ruins e desprezíveis, escreveu Edward Jay Epstein em How America Lost Its Secrets: Edward Snowden, the Man and the Theft, um meticuloso e devastador relato do pior desastre do serviço de inteligência na história do país.
Mesmo essa classificação é ambígua. Os fãs de Snowden não acreditam que ele tenha feito algo errado. Snowden apenas mostrou os detalhes dos programas de vigilância online de espionagem da agência, arriscando sua liberdade em benefício da privacidade. Para seus críticos as ações do ex-técnico da NSA não têm justificativa. É um traidor disfarçado de defensor dos direitos de liberdade pessoal e intimidade que, em vez de revelar delitos, causou um grande dano.
Essas opiniões baseiam-se mais na fé do que nos fatos. Seus admiradores colocam em segundo plano os detalhes da carreira de Snowden e os meios pelos quais ele roubou milhões de informações secretas dos computadores da NSA. Ainda mais importante para essas pessoas, é a visão dicotômica da crença nas instituições americanas e ocidentais, ou a rejeição por serem intrinsecamente corruptas e opressivas.
Os fãs de Snowden acreditam que as autoridades, sobretudo as agências de inteligência, mentem o tempo inteiro. Nada que dizem a respeito do vazamento de informações de Snowden tem fundamento. As peculiaridades do caso, como as inconsistências em suas declarações públicas, ou o fato de morar em Moscou como convidado do serviço de segurança da Rússia, o FSB, são questões secundárias que podem ser explicadas com facilidade por necessidade de segurança. Para os críticos, não se pode confiar nos depoimentos de Snowden, enquanto as declarações das autoridades são aceitas sem contestação.
Epstein é um excelente jornalista investigativo e seu livro está à altura de seu talento. Ele descobriu novos detalhes e os reuniu às informações já conhecidas para formar um relato coerente e, em grande parte crítico, das revelações de Snowden. Seus argumentos talvez sejam categóricos demais, mas depois de ler o livro será difícil acreditar na fábula de Hollywood de coragem e integridade de Snowden.

Fonte-opiniao

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//