Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Governo federal quer reduzir salários iniciais de servidores



Servidores recém-aprovados em concursos públicos nas principais categorias recebem salários muito altos, que além de ser muito acima dos registrados na iniciativa privada, costumam ser bem próximos daqueles que estão no topo da tabela do plano de carreira.
Um consultor legislativo do Senado, por exemplo, ganha no início de carreira R$ 29,1 mil e no final R$ 30,54 mil. Por isso, o governo federal estuda rever o salário inicial das principais categorias de servidores. Em tempos de recessão econômica, a ideia é reduzir os valores dos salários de ingresso no serviço público e ampliar a distância em relação à remuneração recebida pelo funcionário no final da carreira.
Um advogado da União começa ganhando R$ 18,28 mil e chega a um salário de R$ 23,76 mil ao final, segundo um levantamento feito pelo Broadcast. Além disso, como a diferença de salários entre início e fim de carreira é bem pequena acaba incentivando a pressão pelos benefícios extras que se somam aos salários, como no caso das várias categorias que pleiteiam bônus de produtividade.
“O nível salarial de entrada é muito elevado. Muito maior do que na iniciativa privada”, disse ao jornal Estado de S. Paulo uma fonte da área econômica envolvida na discussão. Apesar de uma mudança desse tipo ser bastante complexa e polêmica ao exigir o envio de projetos de lei alterando as diversas carreiras, esse debate ganha força num momento de crise econômica.


Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//