Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

sexta-feira, 11 de março de 2016

Pedido de prisão de Lula repercute no Congresso

O pedido de prisão preventiva do ex-presidente Lula repercutiu quase imediatamente no Congresso Nacional.
Parlamentares da base aliada afirmaram que se trata de uma “perseguição” da Justiça; alguns membros da oposição disseram que o ex-presidente tem feito incitação contra ordem pública; enquanto alguns parlamentares do PSDB que disseram que não há fundamento para prisão preventiva.
Após o pedido feito pelo Ministério Público de São Paulo, agora caberá à juíza Maria Priscila Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, decidir se decreta ou não a prisão de Lula. Não há prazo definido.
O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima, afirmou que “não estão presentes os fundamentos que autorizam o pedido de prisão preventiva, até porque o Ministério Público Federal e a Polícia Federal fizeram buscas e apreensões muito recentemente buscando provas. Vivemos um momento incomum na vida nacional. É preciso ter prudência”.
O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) ressaltou que, “numa democracia, só se prende com uma justificativa muito robusta. Isso para qualquer pessoa. No momento que se tenta prender um ex-presidente da República, precisa-se de força muito grande que justifique: evidências, leis, argumentos. Eu espero que o MP tenha levado isso em conta. Agora, politicamente, num momento como esse, eu tenho a impressão que não é um bom serviço ao Brasil. Espero também que não mude o humor das pessoas nas manifestações, que as manifestações continuem pacíficas”.
Humberto Costa (PT-PE), líder do governo no Senado, considerou o pedido de prisão preventiva de Lula “um factoide político, produzido por um promotor totalmente sem credibilidade, cuja principal marca da carreira é ser um cara altamente partidarizado e que há anos persegue Lula e o PT. Um pedido de prisão patético, ridículo, totalmente sem fundamento. Ele apresenta a denúncia em um dia e no outro dia apresenta um pedido de prisão. Lula não oferece nenhuma ameaça à ordem pública, tem endereço certo, endereço de trabalho certo. Então não faz sentido esse pedido, não há prova contra Lula nesse processo. Então acho que é alguém interessado em ampliar a tensão política que existe no Brasil. Acredito que não vai ter guarida no Judiciário”.
Já o senador José Medeiros (PPS-MT) acredita que Lula preferiu fazer um palanque da sua condução coercitiva “e, em determinado momento, tanto as suas falas quanto as falas de seus aliados foram de incitação à violência, ao confronto”.
O líder do DEM, Pauderney Avelino (AM), também acusa o ex-presidente de fazer “incitação contra a ordem pública, incitando a violência. Além de Lula ter tentado achincalhar a polícia, a Justiça e Ministério Público, eles devem ter provas da prática de ilícito pelo presidente. De pronto, eu considero episódio triste ter um ex-presidente com pedido de prisão. Agora, o PT tem parar de jogar a milícia deles contra a população, fazendo de conta que Lula é um mártir ou vítima, quando ele é um algoz”.
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou, por sua vez, que “o pedido de prisão preventiva vai na linha daquilo que já estava sendo feito por esse promotor (Conserino) e seus parceiros, de, sem provas, denunciar o presidente Lula”.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//