Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

terça-feira, 24 de março de 2015

Dez atitudes essenciais para educar bem seus filhos



         Começando com a mais importante de todas:

        1) Seja um bom exemplo para eles

Nunca aja de acordo com a expressão popular “Faça o que eu digo; não faça o que eu faço”. Seja coerente entre os ensinamentos que você passa verbalmente a seus filhos e o exemplo que você dá com suas atitudes. Seu filho interioriza muito mais as atitudes que ele observa em você do que as palavras que entram por seu ouvidinho (e, muitas vezes, logo saem pelo outro).

2) Ensine que ser persistente é bom, mas ser insistente não é

A persistência é uma ótima característica, desde que não se transforme em insistência. Persistência tem a ver com determinação, correr atrás do que se deseja, tentar até conseguir. Já a insistência tem mais relação com teimosia, birras e chatice.

3) Introduza a educação financeira desde cedo

Comece dando semanadas ou mesadas a seus filhos, com moedinhas para guardarem em um cofrinho, quando eles tiverem 4 ou 5 anos. Mesmo não tendo, ainda, uma boa noção do valor financeiro das moedas, eles já irão se acostumando com o ato de poupar para, no futuro, comprarem algo que desejam.

4) Seja empático com eles

Tente se colocar no lugar de seus filhos, sentindo o medo que eles sentem, tendo a distração que as crianças naturalmente têm, não tendo pressa para nada… Você conseguirá compreendê-los muito melhor – e, assim, tomar as atitudes certas para ajudá-los!

5) Nunca brigue com seu cônjuge na frente de seus filhos

Não tire a autoridade de seu cônjuge na frente das crianças, por mais que você discorde dele(a). Espere até estar a sós com ele(a) para conversar, expor as atitudes dele(a) que te incomodaram e, juntos, chegarem a um acordo sobre a melhor maneira de agir com seus filhos das próximas vezes.
Ainda que a causa de uma possível discussão entre vocês dois não tenha nada a ver com seus filhos, contenham-se. Não briguem na frente deles. Além de poder assustá-los, vocês podem falar – sem perceber – palavras que levem seus filhos a pensarem que a causa daquela briga são eles.

6) Ensine, dê apoio, mas não faça por eles

Não deixe que sua vontade de ajudar seus filhos e sempre vê-los felizes sobreponha seu dever de ensiná-los a se virar sozinhos. Explique o que for necessário, mostre como eles devem fazer ou agir e depois permita que eles tentem, errem, se frustrem, errem de novo, persistam – até acertarem.

7) Seja a fonte de conteúdo

Se você acha que alguma novela ou filme não são adequados, não assista na frente de seus filhos. Se você reclama que determinado canal tem muita propaganda ou só coisa que não presta, faça você o filtro. Com os recursos e facilidades de hoje, é fácil conhecer e selecionar conteúdo saudável. É só questão de gastar um tempo conhecendo e selecionando livros, desenhos, filmes, séries e revistas. Há muitos anos saímos da era em que é a televisão que escolhe a programação para nós.

8) Participe do mundo de seus filhos

A amizade com eles só vai existir se você, pelo menos, conhecer a cultura que está ao redor deles. Não apresente ou imponha sua própria cultura, suas referências musicais, seus desenhos ou seus ídolos. Busque o que seus filhos gostam primeiro, curtam juntos, lado a lado. Aprenda com seus filhos as preferências deles e, se for necessário, vá lapidando, para retirar do mundo deles o que não prestar.

9) Incentive o uso da cachola

Quando seus filhos apresentarem um problema, não lhes dê logo a solução. Faça que as crianças usem a cachola, pensem em uma, duas, três soluções possíveis, analisando os prós e contras de cada uma e decidindo pela melhor para aquele momento. Incentive, também, que eles usem a cabeça para conquistar seus sonhos, fazendo planejamentos, escrevendo listas de coisas necessárias para chegar ao objetivo e correndo atrás do que for necessário para chegarem à vitória.

10) Dê responsabilidades a eles desde cedo

Ensine a seus filhos que nada cai do céu além de chuva, então é necessário ter responsabilidades e se esforçar para ter bons resultados. Inclua as crianças nas tarefas de casa desde cedo, como elas próprias guardarem a bagunça que fizeram, guardarem as próprias roupas e sapatos no armário, ajudarem na limpeza da casa, prepararem as próprias mochilas diariamente, ajudarem a preparar a comida, a organizar uma viagem etc. Mostrem a elas que todos devem cooperar para conseguirem um bom resultado para a família!
Fonte-familia

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//