Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

domingo, 27 de julho de 2014

Cientista diz que em 2045 o ser humano será imortal

José Luis Cordeiro, professor e assessor da Singularity Universirty, instituição acadêmica do Vale do Silício, EUA, criada em 2009 pela Nasa e financiada pelo Google, afirmou que no ano de 2045 a espécie humana será imortal. A declaração foi dada durante o encontro “Inteligência artificial e o futuro da espécie humana”, da Universidad Internacional Menéndez Pelayo, localizada em Santander, Espanha.
Segundo Cordeiro, nem a AIDS, nem o câncer e nem a fome poderão acabar com a espécie humana, porque “o envelhecimento é uma doença curável”.
Para fazer tais afirmações, Cordeiro se baseou em uma corrente cada vez mais difundida – e que fez eco na revista Time -, chamada “singularidade tecnológica”. Essa corrente ideológica aponta que o progresso tecnológico e inteligência artificial são as ferramentas que acabarão com a “idade humana” e originarão a “idade pós-humana”.
Com tais declarações, Cordeiro reafirma o que havia dito o inventor americano Ray Kurzweil, diretor de engenharia da Google e fundador da Singularity University. Kurzweil previu várias vezes que, em um determinado momento na história da humanidade, as máquinas seriam dotadas de consciência.
Segundo Kurzweil, em 2029, teremos dispositivos do tamanho de um computador, capazes de superar o nível de inteligência de um ser humano e, em 2045, algum software será capaz de assumir a inteligência combinada de todos os homens, bem como a complexidade de seus pensamentos. Nesse ponto, um software poderá exceder a sofisticação do cérebro humano e provocar “a morte das mortes”.
“Entre 2029 e 2045, o número de transistores nos computadores superará o de neurônios em nosso cérebro. Esse será o início da singularidade tecnológica, quando a inteligência artificial alcançará a inteligência humana” afirma Cordeiro.
José Luis Cordeiro prevê ainda que nos próximos 10 anos, qualquer homem poderá ter acesso ao sequenciamento de seu genoma, por US$ 10. Dessa forma, prevenirá doenças como o câncer e o Alzheimer e “moldará” seus próprios descendentes evitando tais condições.
A veracidade de suas alegações dependerá do progresso da ciência e da tecnologia. Um exemplo dado pelo pesquisador de que “a vida nasceu para viver e não para morrer” vem de uma das realizações da Methuselah Foundation, instituição que, na última década, conseguiu prolongar a vida saudável dos ratos até cinco anos.
“O cérebro é a estrutura mais complexa do universo e também o único órgão que ainda não foi criado artificialmente. Entretanto, os cientistas estão começando a estudá-lo sistematicamente. Teremos uma explosão de inteligência artificial”, prevê Cordeiro.
Fonte-opinião

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//