Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Barnaby Jack: morre o “Hackers do bem”

Todo ano a cidade de Las Vegas, nos EUA, recebe uma das maiores conferências de hackers do mundo, a Black Hat, realizada durante as férias de julho. É lá que um grupo de acadêmicos, empresários e pessoas mal-intencionadas se juntam anualmente para aprender com alguns dos hackers mais talentosos do mundo. Um evento simultâneo, o DEFCON, um pouco mais restrito, é tido como uma oportunidade para os mesmos hackers impressionarem uns aos outros com seus últimos feitos. Ambos os eventos anunciam palestras com títulos desconcertantes como “Mirando cidades por diversão”, “Invasão Domiciliar 2.0”, e “Cara, onde está meu carro?”.
Mas, uma das maiores estrelas desses eventos não estava presente este ano. Em 25 de julho, o hacker Barnaby Jack foi encontrado morto em São Francisco, cidade onde morava. Ele tinha apenas 35 anos. Conhecido como um “hacker do bem” especializado em descobrir falhas de segurança antes de seus colegas de profissão mais nefastos, Barnaby Jack havia sido convocado para apresentar a palestra “Dispositivos Médicos: Hackeando Humanos”.
Barnaby Jack havia descoberto falhas em dispositivos médicos, como marcapassos e desfibriladores (fabricados por uma empresa cujo nome ele ainda não havia revelado), que permitia a comunicação e o controle remotos destes dispositivos. Ele pretendia mostrar como essa falha poderia ser explorada para provocar o mau funcionamentoou até mesmo o desligamento desses aparelhos vitais, usando sinais enviados a apenas nove metros de distância.
A polícia de São Francisco descartou a possibilidade de homicídio nas investigações sobre a morte do hacker, mas autoridades médicas locais afirmam que a causa mortis, que ainda não foi determinada, deve levar algum tempo.
Entre outras conquistas que o consagraram um dos mais famosos heróis do submundo dos hackers, Barnaby Jack mostrou como um caixa eletrônico comum poderia ser manipulado para cuspir notas bancárias, um feito conhecido como Jackpotting, em sua homenagem. Ele também revelou deficiências em sistemas que bombeiam insulina, semelhantes as que ocorrem em dispositivos implantados e que seriam o foco de sua palestra este ano. Em todos esses casos, Barnaby Jack sempre compartilhava a sua descoberta com os fabricantes do dispositivo antes de trazê-las a público.
As apresentações que Jack fazia sobre as falhas operacionais que descobria também sempre omitiam passos importantes do seu método para impedir que outros hackers o copiassem e reproduzissem os defeitos. A pedido de um fabricante, ele concordou em atrasar em um ano a publicação de sua descoberta que levou ao Jackpotting, por exemplo, para dar à empresa mais tempo para resolver o defeito que desvendado.


Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//