Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Teste de HIV feito em casa tem alta aceitabilidade e pode ajudar a combater a epidemia da AIDS


Uma pesquisa publicada pela revista PloS Medicine aponta que testes caseiros para detectar HIV são uma boa alternativa para combater a epidemia da AIDS. O estudo, feito na Universidade McGill, Canadá, revelou que o estigma e o medo ainda impedem pessoas de comparecer a um centro de saúde para fazer o exame.
A pesquisa foi feita com base em 21 estudos anteriores que avaliaram a estratégia do autoteste em sete países e contou com a participação de 12.402 voluntários. O teste feito em casa detecta a doença pela saliva e tem alta aceitabilidade. Entre 61% e 91% dos voluntários declararam preferir o teste caseiro ao feito em unidades de saúde.  De acordo com o estudo, a privacidade é o principal motivo da preferência.
Nitika Pant Pai, uma das autoras da pesquisa, diz que mesmo em países desenvolvidos ainda há discriminação contra o diagnóstico positivo do HIV. Nos Estados Unidos, por exemplo, cerca de 40% dos pacientes com HIV chegam aos hospitais com infecção avançada.
No Brasil, o teste caseiro ainda não é aprovado. Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids-SP, acredita que a estratégia deveria ser testada no país, mas que a realização do teste caseiro representa uma quebra de paradigma. “Hoje, identificamos como principal estratégia a realização de testes nos serviços de saúde, com acolhimento e orientação”, diz a coordenadora.
O infectologista Olavo Henrique Munhoz também acredita que a aceitação do teste é uma mudança de abordagem. “Passamos anos a fio falando da importância do aconselhamento pré-teste. Mas os resultados mostram que as pessoas aderem muito mais fazendo o teste sozinhas em casa”, diz Munhoz.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//