Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Uma boa história que contesta os que não creem em Deus



Braile, astrônomo famoso, tinha um amigo, que, destituído de crenças religiosas não acreditava fosse o universo obra exclusiva de um Ser Supremo.
Desejando confundir e vencer o ateísmo absurdo do amigo, o astrônomo construiu um magnífico planetário, isto é, uma peça mecânica que reproduzia o Sol e os principais planetas com seus movimentos e suas órbitas, e convidou o jovem ateu a observar o interessante engenho.
Graças a um dispositivo muito original, fazendo-se mover o planetário, os astros iniciavam suas rotações em torno do Sol ao mesmo tempo em que os pequeninos satélites, com precisão matemática, se moviam em torno dos respectivos planetas.

- É realmente muito interessante – declarou o ateu. – Quem foi o autor deste engenhoso aparelho?
- Não houve autor algum – respondeu tranqüilo o astrônomo.
- Como assim?
- Muito simples. Este planetário apareceu aqui por uma simples e natural casualidade!
- Que disparate! Uma peça tão perfeita não pode ser obra da casualidade! Isso é impossível!
- Como impossível? – replicou o astrônomo. – Se na tua opinião um simples planetário não pode ser obra da casualidade, como ousas aceitar que o Universo, com suas infinitas e insondáveis maravilhas, tenha surgido por acaso?
Esquecia-se o mísero ateu, em sua lamentável ignorância, de que tudo, no Universo e em nós mesmos, está continuamente demonstrado a existência de Deus.
A admirável variedade, perfeição e harmonia do mundo é um testemunho irrecusável de que um Poder superior à natureza, ao universo, a nós todos, criou todas as coisas e as mantém e conserva segundo as leis que Ele mesmo prescreveu.
O mundo não se poderia criar a si próprio.
Obra de Deus não são apenas as estrelas, os sóis e os infinitos astros que povoam o firmamento.
O homem, os animais que vivem na sua sujeição e obediência, os que habitam selvagens e indômitos, as florestas e os campos, o ar e o oceano; as plantas dos rochedos e aquelas que, como o cedro e o carvalho, agitam a sua copa magnífica nos ares e resistem por séculos aos furores da tempestade; todos estes seres foram criados por um Ente superior e onipotente, que os tirou a todos do nada, que lhes deu as formas infinitamente várias, que lhes concedeu atributos e qualidades diversíssimas, e que lhes pôs leis a regular-lhes a existência.
Há, pois, um Criador que fez o homem e o Universo. Este supremo Criador é Deus!

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//