Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

¿EUA modernizam armamento nuclear para tornar o mundo 'mais seguro', será?


Estariam os Estados Unidos prontos para uma nova guerra fria? Críticos acreditam que este é o real objetivo por trás da modernização da bomba nuclear B61, a principal do arsenal nuclear do Pentágono. O projeto levará três anos e está orçado em U$ 10 milhões.
Os EUA afirmam que existem outras razões para a modernização, como aumentar o poder de dissuasão dos EUA e tornar o país mais forte e seguro. Tais objetivos justificariam o alto valor do projeto.
Muito longe da utopia
Um mundo livre de armas nucleares é uma ideia tão maravilhosa quanto distante da realidade. Por enquanto, a meta dos EUA e da Rússia é manter o menor arsenal nuclear possível, mas com armas eficientes capazes de deter pequenos países como Irã e Coreia do Norte.
A tecnologia utilizada para construir a B61 permitiu expandir seu poder de explosão para centenas de quilotons. Nunca nenhum armamento nuclear teve semelhante poder de alcance, precisão e potência. Para se ter uma ideia, a bomba que dizimou Hiroshima em 1945 tinha poder de explosão de 15 quilotons.
De acordo com críticos, o projeto de modernização do arsenal nuclear norte-americano é uma manobra desonesta que esconde a criação de uma nova arma nuclear, o que vai contra a política dos EUA de não aumentar seu arsenal militar. Já os entusiastas do projeto afirmam que construir uma arma menor, mais segura e eficiente, que tem como objetivo impedir a proliferação de armas atômicas em países tiranos é a melhor forma de conter a expansão do arsenal nuclear mundial.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//