Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

domingo, 5 de junho de 2011

Nanotecnologia nos implantes odontológicos


Para o sucesso do tratamento com implantes é fundamental que o cirurgião dentista se preocupe não só com o planejamento do caso clínico, mas também com a seleção de um sistema de implantes que atenda a todas as exigências necessárias para cada caso, pois pequenos detalhes que diferenciam os implantes podem representar grandes diferenças em relação aos avanços tecnológicos de cada sistema e, consequentemente, interferir no sucesso do tratamento.

A melhor opção do cirurgião dentista ao adquirir um sistema de implantes para oferecer ao seu paciente é a escolha de um sistema que se utiliza da nanotecnologia para recobrir a superfície dos seus parafusos de titânio (implantes).

Alguns fabricantes de implantes recorrem a uma inovação obtida através de um processo híbrido que combina duas formas de tratamento de superfície do implante: a subtração e adição de partículas de cálcio e fósforo, a nível molecular em escala nanométrica.

O parafuso de titânio, depois de usinado, é submetido a um processo de lavagem, deixando a superfície ultra limpa. Em seguida, essa superfície é condicionada com ácidos, com plasma de alta energia e microjateamentos robotizados de moléculas de cálcio e fósforo, atingindo condições excepcionais de superfície para uma excelente osseointegração do implante ao osso.

Estudos mostram que implantes submetidos a tratamentos de superfície com nanotecnologia oferecem uma nítida aceleração no processo reparador e intensificação na deposição óssea nas microrrugosidades da superfície do implante, favorecendo assim o sucesso do tratamento.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//