Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

terça-feira, 24 de maio de 2011

Nanotecnologia revolucionando a medicina

O progresso prometido pela nanotecnologia afeta todas as áreas. Na medicina, ele deve revolucionar o diagnóstico e o tratamento.


É o que explica o pesquisador Patrick Hunziker, no âmbito da “Swiss Nano Convention 2011”.
"Vitrine" para a ciência da nanotecnologia suíça, segundo as palavras de Pierangelo Gröning, presidente do comitê organizador, a "Swiss Nano Convention 2011" reuniu em Baden (centro-norte) cerca de 250 pessoas, entre especialistas e interessados pelo progresso a ser alcançado pela ciência do infinitamente pequeno.

Das telecomunicações à alimentação, da energia à invenção de novos materiais, a nanotecnologia está presente em todos os laboratórios de pesquisa. Na Suíça, das 350 patentes relacionadas à nanotecnologia, a maior parte (22%) diz respeito a componentes químicos, enquanto que apenas 6% a medicina.

Pode parecer pouco, mas o pesquisador Patrick Hunziker, professor de cardiologia e terapia intensiva do Hospital Universitário de Basileia e presidente fundador da Sociedade Europeia de Nanomedicina, explica que o valor esconde uma grande quantidade de descobertas.

Ele e sua equipe, por exemplo, estão desenvolvendo atualmente "nanocontainers" capazes de atingir células cancerosas, liberando nelas o produto terapêutico sem afetar as células e os tecidos saudáveis.
Patrick Hunziker: São registradas tantas patentes, em todas as áreas possíveis, da construção de carros a computadores, até a soprador de vidro, que apenas 6% já representam um número absoluto enorme.

Nos últimos vinte anos, percebemos que a estrutura básica da célula é composta por nanoelementos. Sabemos agora que muitas doenças, como a arteriosclerose ou as doenças virais, começam em um nível nano. Foi preciso essa compreensão inicial para entender o alcance da nanotecnologia no campo da saúde. O que estamos tentando fazer é agir contra a doença nesta fase "nano", tanto no diagnóstico como na terapia.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//