Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

domingo, 31 de outubro de 2010

DILMA ROUSSEFF É ELEITA PRESIDENTA DO BRASIL


OS ORGANIZADORES E COLABORADORES DESSE BLOG INFORMAM QUE A DIFERENÇA ESPERADA NESSA VOTAÇÃO PARA A PRESIDÊNCIA DE NOSSA AMADA NAÇÃO SERIA DE 15% A FAVOR DE NOSSA CANDIDATA A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. ESTAMOS NO AGUARDE, E TUDO INDICA QUE REALMENTE ISSO SERÁ DIVULGADO LOGO MAIS.

PARABENIZAMOS NOSSA CANDIDATA ELEITA, A SENHORA DILMA ROUSSEFF A NOSSA NOVA PRESIDENTA DA REPÚBLICA. QUE DEUS A ILUMINE E A GUIE EM SUA NOVA JORNADA. EM NOME DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.



Amém

sábado, 30 de outubro de 2010

Lado escuro da Lua


Cinquenta anos depois de o homem dar os primeiros passos na Lua, a Agência Espacial Americana começa a desvendar os segredos do lado oculto do satélite, aquele que não é visível da Terra. Na capa da edição da revista especializada Science, a Nasa divulgou, pela primeira vez, os resultados de uma missão realizada em outubro de 2009 que tinha como objetivo procurar água e minerais no solo lunar. O experimento, chamado LCROSS, consistiu na colisão de uma sonda contra uma cratera, próxima ao polo sul da Lua. Mas, durante um ano, o que aconteceu quando a cápsula do veículo bateu violentamente na superfície gelada do satélite ficou só entre os cientistas da agência.


Agora, eles revelaram que o impacto na cratera Cabeus, uma região de permanente sombra, que nunca recebe a luz do Sol e, por isso, é considerada um dos lugares mais frios da Lua, provocou uma enorme pluma de poeira, vapor e outros destroços que foram ejetados na atmosfera. O interessante é que todo esse material da face escura do satélite "voou" em direção ao Sol. Graças a isso, foi possível documentar o acontecimento, que ficou visível para as câmeras de uma nave que trafegava atrás da sonda. Durante quatro minutos, além das fotos, o equipamento registrou dados químicos e físicos, por meio de espectrômetros e radiômetros, aparelhos que identificam os átomos e a radiação eletromagnética das substâncias.


Uma análise dos dados coletados pela nave permitiu aos cientistas estimar a quantidade de água congelada que se encontrava no interior da gélida e escura cratera. Segundo o cientista lunar da Nasa Anthony Colaprete, um dos autores do estudo publicado na Science, entre vapor e gelo, cerca de 155kg de água foram ejetadas da Cabeus até o campo de visão da nave. Ele estima que 5,6% da massa total do interior da cratera era composto apenas de água congelada. A análise também permitiu identificar outros minerais - inclusive prata - contidos no solo do lado escuro da Lua. Contando todo o material que saiu da cratera, foram entre 6t e 8t de elementos químicos.


O geólogo planetário Peter Schultz e seu aluno Brendan Hermalyn, da Universidade de Brown, descrevem, também na Science, os materiais encontrados na nuvem de poeira e vapor que se formou com o impacto. Além da água, a cratera ejetou compostos químicos como monóxido de carbono, hidroxila, dióxido de carbono, amônia, sódio e prata. Juntos, os sortidos voláteis dão aos cientistas algumas pistas de onde vieram e como se acumularam nas crateras polares.


Para Shultz, as substâncias voláteis são fruto de fatores externos, como os choques com cometas, asteroides e meteoritos que, há bilhões de anos, vêm colidindo com a Lua. Pequenos impactos ou mesmo o aquecimento provocado pelo Sol teriam enchido esses elementos com energia suficiente para que escapassem da superfície do satélite e se movessem pela Lua, até que chegaram os polos, onde ficaram soterrados pelas crateras escuras e geladas. "Esse lugar é como um tesouro de elementos, de compostos que foram liberados por toda a Lua. E eles acabaram dentro desse 'balde' de sombras permanentes", diz o cientista.


O geólogo planetário afirma que o resultado da missão LCROSS é a confirmação de que regiões permanentemente sombrias da Lua, como a cratera Cabeus, podem armazenar compostos voláteis, incluindo água, que chegaram lá desde o espaço ou de outras regiões do satélite. Na face escura, eles ficam preservados pela eternidade - ou até que uma agência espacial resolva mandar um foguete para libertá-los com o impacto. Por isso, Schultz acredita que, como num cabo de guerra, a Lua consegue acumular, e não só perder, materiais da atmosfera.


Mistério - Missões anteriores da Nasa já haviam encontrado traços da existência de prata e ouro no lado visível da Lua. Agora, a descoberta do primeiro metal na cratera Cabeus sugere que os átomos do metal viajaram pelo satélite e migraram até os polos. Para quem se animou em saber que existe prata no local, Peter Schultz dissolve qualquer expectativa de que, um dia, seja possível usar um brinco ou um anel made in Lua. "Encontramos uma concentraçãode prata na cratera, mas isso não significa que podemos garimpar esse material", avisa.


O impacto do foguete produziu, em Cabeus, uma nova cratera com 30m de largura. Os cientistas notaram que houve um pequeno atraso, durando cerca de 1/3 de segundo, no flash produzido depois da colisão. De acordo com eles, isso indica que a superfície atingida talvez tenha algum material diferente, ainda não identificado. "Se tivesse sido só poeira lunar (o material que subiu depois da explosão), ela teria se aquecido imediatamente, e brilhado imediatamente. Mas não foi o que ocorreu", diz Schultz. "Esse impacto não foi normal. Então, para entendermos exatamente o que aconteceu, teremos de fazer muitos testes."


Apesar de a missão ter sido um sucesso, o geólogo diz que o resultado colocou mais dúvidas na cabeça dos cientistas do que respondeu a questões. "As crateras permanentemente escuras da Lua são arquivos de bilhões de anos. Elas podem dar pistas sobre a história da Terra, do sistema solar, ou da nossa galáxia. Está tudolá, toda essa história escondida, apenas pedindo que voltemos lá."

BPA: produto usado em recipientes de comida afeta fertilidade masculina


O produto químico Bisfenol-A, que demonstrou aumentar o risco de disfunções sexuais masculinas, reduz a concentração e qualidade do sêmen, segundo estudo publicado esta quinta-feira.

O Bisfenol-A ou BPA é um composto químico que serve para diluir a resina de poliéster a fim de torná-la mais líquida e facilitar sua laminação. Está presente em grande quantidade de recipientes alimentares e de bebidas, como mamadeiras, bem como em resinas de selagem dentária.

A pesquisa foi realizada durante cinco anos com 514 operários que trabalhavam em fábricas da China.

Os autores constaram que aqueles que continham concentrações de BPA mais elevadas na urina multiplicavam os riscos de produzir sêmen de má qualidade.

"Diferente dos homens que não tinham vestígios detectáveis de BPA na urina, aqueles que tinham conteúdos mais elevados multiplicavam por mais de três o risco de ter uma concentração diminuída de seu sêmen", afirmou De-Kun Li, epidemiologista do Kaiser Permanente (consórcio privado americano de cuidados médicos) e principal autor do estudo publicado na revista "Fertility and Sterility".

Este é o primeiro estudo realizado sobre homens para avaliar o vínculo entre o sêmen e o BPA.



Pesquisas anteriores feitas em animais mostraram que o BPA tem efeitos nefastos sobre os órgãos reprodutores de camundongos machos e fêmeas.



Este é o terceiro estudo de Li sobre o tema. Um trabalho publicado em novembro de 2009 demonstrou que a exposição a níveis elevados de BPA aumenta o risco de disfunções sexuais. Outro, divulgado em maio de 2010 mostrou vínculos entre o BPA na urina e o comprometimento das disfunções sexuais masculinas.



O Canadá foi o primeiro país a classificar, em outubro, o BPA na categoria de substâncias tóxicas. Em março de 2009, os seis maiores fabricantes americanos de mamadeiras decidiram suspender a venda nos Estados Unidos de produtos com BPA.

Contraceptivo gel


Recentemente, pesquisadores criaram um gel revolucionário: se uma mulher esfregá-lo em seus ombros, braços, pernas e abdômen todos os dias, ele pode impedi-la de ficar grávida.

O gel funciona da mesma forma que a pílula anticoncepcional tradicional, mas sem os efeitos colaterais de ganho de peso, enfermidades e diminuição do desejo sexual. Ele também é semelhante ao adesivo contraceptivo, mas sem o inconveniente de ser visível e a potencialidade de simplesmente desgrudar e cair.

Os pesquisadores deram o gel a 18 mulheres que o usaram por 7 meses. Os ensaios clínicos mostram que, se usado diariamente, o gel é eficaz no fornecimento de doses dos hormônios estrogênio e progesterona através da pele, que impedem que os ovários liberem um óvulo a cada mês.

Durante os sete meses, ninguém ficou grávida ou teve quaisquer efeitos secundários negativos. O gel também pode ser usado por mulheres que estão amamentando, ao contrário da pílula, que tem níveis hormonais que podem interferir na produção de leite.

Segundo os cientistas, o gel pode aumentar as escolhas das mulheres. Pareceu ser uma alternativa eficaz e potencialmente melhorada a outras formas de contracepção.

Enquanto as mulheres esperam pela liberação do produto no mercado, os homens também podem ter expectativas quanto a alternativas de contracepção masculina. Vários avanços na compreensão da ação do esperma têm aberto as portas para novas formas de contraceptivos masculinos.

Gene pode ser o responsável pelos "sonecas" da vida





Se você é uma daquelas pessoas que não tem sono, mas sim vivem com sono, os pesquisadores podem ter a explicação para tal comportamento.



Um gene pode ser a chave para entender porque algumas pessoas passam o dia bem mesmo após poucas horas de sono, enquanto outras lutam para manter os olhos abertos se não dormem bem.



O gene, conhecido como DQB1*0602, é encontrado na maioria das pessoas com narcolepsia, uma condição na qual os indivíduos são excessivamente sonolentos durante o dia. Cerca de 12 a 38% das pessoas com o gene não tem narcolepsia, e devem ter padrões de sono saudável.



Mas quando as pessoas com padrão de sono saudável que têm o gene são privadas de sono, elas se sentem mais sonolentas e cansadas do que aquelas sem o gene. A privação do sono também cria mudanças em seus padrões de sono, que, em certo sentido, faz com que elas se comportem mais como as pessoas que têm narcolepsia.



O estudo envolveu 92 adultos sem o gene DQB1*0602 e 37 pessoas que tinham o gene, mas também tinham padrões de sono saudáveis. Nas duas primeiras noites no laboratório, os participantes puderam dormir 10 horas. Durante as próximas cinco noites, o sono foi restrito a apenas quatro horas por noite.



Mesmo sem a privação do sono, aqueles com o gene DQB1*0602 mostraram algumas diferenças. Eles afirmaram estarem mais sonolentos e cansados mesmo quando estavam completamente descansados. Após a restrição do sono, a sonolência e fadiga ficaram ainda piores.



Também nas noites de sono limitado, aqueles com o gene tiveram um sono mais fragmentado. Por exemplo, na última noite de restrição do sono, as pessoas com o gene acordaram quatro vezes, em média, enquanto os sem o gene acordaram duas vezes.



As pessoas com o gene também entraram no estágio REM do sono mais rápido durante as noites de privação, uma resposta que é característica das pessoas com narcolepsia.


No entanto, uma outra conclusão do estudo foi que a privação do sono piora o desempenho em testes de atenção e memória em todas as pessoas, com ou sem o gene.



No futuro, os pesquisadores podem ser capazes de usar esse gene, e outros identificados, para prever como os indivíduos responderão a falta de descanso. Esta informação pode ser importante para aqueles que trabalham à noite, viajam frequentemente ou perdem o sono com facilidade.



Entretanto, os pesquisadores alertam que mais estudos são necessários para confirmar essas descobertas. Eles esperam que um trabalho posterior revele mais genes envolvidos na resposta à perda de sono.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

PEDIDO SE SANGUE TIPO B NEGATIVO



URGENTE!!!!

PRECISO URGENTE DE SANGUE TIPO B NEGATIVO PARA FRANKLIN DELANO CORREIA DA NÓBREGA NO HEMOPE* (Recife/PE). Ele tem 37 anos e está precisando de uma grande quantidade de transfusão para conseguir continuar o tratamento de quimioterapia. .. Gente, ele tem uma filha de 8 anos e um filho de 1 aninho.. Descobriu o câncer em julho/07.

A única chance dele tentar ficar vivo é conseguindo doadores.GENTE, POR FAVOR, QUEM NÃO TIVER ESTE TIPO DE SANGUE REPASSE PARA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEIS PARA CONSEGUIRMOS MAIS DOADORES!!! DOAR NÃO MATA E VAI SALVAR A VIDA DELE!!

Quem for doar, por favor, ligue pro (81) 3465 8351 ou (81) 32273415 .



Atenciosamente,

Cristiane Lucia (mestranda)
EDUMATEC - UFPE

88470561

Cinema do Tacaruna (bagunça, lixo, insegurança...)




Boa noite

Estive ontem à noite no Tacaruna para assistir ao filme Tropa de Elite, às 21:20h, com minha esposa, um casal de amigos (cuja esposa do meu amigo estava acompanhada do irmão, que é deficiente físico).

Vou relatar passo a passo as ocorrências:



1) Logo após comprarmos os ingressos, notamos que as escadas rolantes não estava funcionando. Minha esposa está gestante e, segundo prescrição médica, não pode fazer esforços como subir escadas. Aguardamos um pouco e as escadas voltaram a funcionar, possibilitando nosso acesso aos cinemas;



2) Ao termos acesso aos corredores que levam às salas, observamos dois rapazes entrando sem que tivessem comprado bilhetes. Eram "penetras" e que tinham características de pessoas de baixo poder aquisitivo (ou poderiam ser marginais, assaltantes etc). Procuramos denunciá-los, mas não havia funcionário que resolvesse a situação. Estávamos expostos a qualquer tipo de situação!



3) Ao entrarmos na sala 6 ou 7, se não me engano, vimos cadeiras sujas, lixo espalhado entre as cadeiras e corredores e um mal cheiro horrível. Um lugar com estado deplorável para quem busca um momento de lazer.



4) Ao final do filme, minha esposa precisava ir ao banheiro (já que grávidas, notoriamente, têm maior necessidade de ir ao banheiro), mas, ao se dirigir ao banheiro feminino, ela encontrou o banheiro às escuras, com TODAS AS LUZES APAGADAS. Afora isso, havia uma movimentação estranha, com várias pessoas entrando e saindo, inclusive homens.



5) O pior ainda estava por vir! Com a necessidade urgente de ir ao banheiro, tivemos que nos dirigir aos banheiros do andar de baixo, ao lado da praça de alimentação. Porém, mais uma vez, AS ESCADAS ROLANTES ESTAVAM PARADAS! O agravante, nesse caso, foi que NÃO HAVIA NENHUM FUNCIONÁRIO QUE PUDESSE NOS AJUDAR!



6) Nos vendo em situação sem solução, fomos obrigados a descer pela escada. Minha esposa (gestante) e o irmão da nossa amiga (deficiente físico) também foram obrigados a descer.



7) Procurei um funcionário e só encontrei um ao lado da praça de alimentação. Já era arde demais! Encontrei mais outro, quando pagava o estacionamento, o qual disse que não poderia fazer nada e me orientou a entrar em contato pelo site.



8) Como podem cerca de cem pessoas ficarem "presas" num lugar, sem poder utilizar as escadas rolantes nem banheiros? Isso é um desrespeito para com o cliente!



Diante de tantos absurdos de descaso com o cliente, venho através deste PROTESTAR contra o Tacaruna, esse grande e importante centro de compras da nossa capital, que, ao meu ver, PRECISA RESPEITAR MAIS SEUS CLIENTES, principalmente nos casos especiais de gestantes e deficientes físicos.



O que ocorreu ontem poderia ter sido muito pior!



Espero que, através deste relato, alguma iniciativa seja tomada para evitar novos acontecimentos desagradáveis como esse!

Por claudio alipio

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Enem: Perguntas e repostas sobre o exame


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010 está chegando. Em 6 e 7 de novembro, mais de 4,6 milhões de pessoas farão a prova que, entre outras atribuições, será uma porta de entrada para 51 instituições de ensino superior públicas de todo o Brasil.

Com a proximidade da prova, é natural que os candidatos tenham questões. Os estudantes querem saber, por exemplo, "Onde será aplicado o exame?", "Para que servem os resultados do Enem?" ou "É possível alterar língua estrangeira escolhida?". Leia abaixo a resposta dessas e outras perguntas bastante comuns entre os candidatos.


COMO UTILIZO O RESULTADO DO ENEM?

Para que serve o Enem?

O Enem avalia conhecimentos obtidos até o término do Ensino Médio. Ele é usado como parte do processo seletivo de mais de mil Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas. A nota do Enem é critério fundamental na seleção para as bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni).

A partir de 2009, a nota da prova passou a ser a única forma de se candidatar a 51 IES públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O Enem, também em 2009, tornou-se a prova de conclusão do ensino médio para os estudantes maiores de 18 anos que cursam a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Desde 2010, a nota do Enem se tornou obrigatória para a solicitação do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Os resultados do Enem também possibilitam:

- a constituição de parâmetros para auto-avaliação do participante, com vistas à continuidade de sua formação e à sua inserção no mercado de trabalho;

- a criação de referência nacional para o aperfeiçoamento dos currículos do ensino médio;

- o estabelecimento de critérios de participação e acesso do examinando a programas governamentais;

- o desenvolvimento de estudos e indicadores sobre a educação brasileira.

O que devo fazer para obter a certificação no ensino médio pelo Enem?

Os resultados do Enem 2010 podem ser utilizados a certificação de conclusão de ensino médio, a critério das Secretarias de Educação e aos Institutos/Centros Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Compete a esses órgãos definir os procedimentos para certificação no nível de conclusão com base nos resultados do Enem 2010.

Mas, para obter a certificação os candidatos devem:

- ter 18 anos completos até a data de realização da primeira prova do Enem 2010;

- ter atingido o mínimo de 400 pontos em cada uma das quatro provas áreas do Enem;

- ter atingido o mínimo de 500 pontos na redação.

O candidato, que pretenda obter a certificação em nível de conclusão do ensino médio deverá, ainda, no ato da inscrição indicar a Secretaria Estadual de Educação ou o Instituto/Centro Federal de Educação, Ciência e Tecnologia em que irá pleitear a certificação.

Como a nota do Enem será usada para seleção de ingresso em Instituições de Ensino Superior?

Os resultados do Enem 2010 podem ser utilizados para seleção total, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou parcial de vagas em Instituições de Ensino Superior (IES), públicas, estaduais, federais ou privadas.

O Inep encaminhará os dados e os resultados dos candidatos do Enem 2010 à Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (SESu/MEC) para utilização pelo Sisu, de acordo com os critérios, diretrizes e procedimentos definidos em edital próprio – a ser divulgado – da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (SESu/MEC) e das Instituições de Ensino Superior que aderirem ao Sisu.

As Instituições de Ensino Superior que não aderirem ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e pretenderem utilizar os resultados individuais dos candidatos inscritos em seus respectivos processos seletivos deverão oferecer vagas de acordo com os critérios estabelecidos pela própria instituição, que deverá ser encaminhado ao Inep até 15 de dezembro de 2010. O Inep fornecerá às instituições demandantes sistema específico de acesso aos resultados individuais do Enem 2010.

O Enem continua sendo utilizado para a seleção no ProUni?

Sim, a nota obtida no exame continua sendo utilizada para fornecer bolsas de estudos parciais ou integrais, em instituições privadas de ensino, a candidatos que atendam as exigências socioeconômica do programa.





terça-feira, 26 de outubro de 2010

O SEMIÁRIDO BRASILEIRO



De longa data se ouve falar da seca do Nordeste sob ângulos opostos. Ora se lamentam os sofrimentos do povo nordestino, ora se lançam pedras aos políticos aproveitadores da famigerada “indústria da seca”. Onde está a verdade? Normalmente ela prefere colher parte de si nos dois lados.

De fato, existem realmente secas. Aí estão as canções, os escritores, os documentários, as fotografias a nos desenhar regiões ressequidas, pessoas raquíticas e famintas em busca de alimento. Sem dúvida, algo existe de tudo isso. Mas vem a dúvida: a causa principal vem do céu? O clima do semiárido não permite vida humana razoável? Países com menor índice pluviométrico, como Israel, conseguem maravilhas de sua terra e nós minguamos. Por quê? Aí a balança se inclina para o outro lado. Há muita política suja nesse jogo da seca. Verbas destinadas para a melhoria da região desaparecem nos bolsos corruptos de aproveitadores do sofrimento alheio.

Tecnicamente há soluções. A precipitação pluviométrica acusa números satisfatórios para a vida humana digna. Existe no semiárido rica biodiversidade. Durante a seca, a natureza não morre. Recolhe-se com imensa vitalidade, à espera dos primeiros borrifos de água. E essa pode chegar lá por obra da engenharia e da previsão humana.

Aí está o nó da questão. A chuva que cai suficiente dos céus se perde e não consegue frutificar a terra nos períodos de seca. A previdência humana, com um mínimo de inteligência técnica somada à vontade política, conseguiria guardar a água dos rios e da chuva em reservatórios de diferentes tamanhos, desde as cistemas de bica até os açudes. No coração da ecologia da água do semiárido não está a carência, mas a justiça na sua administração, conservando e distribuindo água para todos.

Vamos aguardar nosso novo presidente com a esperança renovada, e que ela olhe para o nordeste com carinho, e que Deus ilumine o seu governo.

Infecções podem proteger contra outros parasitas


A batalha de parasitas é muito mais complexa do que se imagina. Trata-se de uma verdadeira disputa campal e por recursos e a interação entre diferentes parasitas é determinante para o grau de infecção e a suscetibilidade ao ataque de outras doenças. Foi o que concluiu um grupo de pesquisadores que analisou por cinco anos a atuação de quatro tipos diferentes de parasitas. Os resultados, tomando amostras de sangue de cerca de 6.000 ratazanas selvagens, indicaram que as interações entre parasitas podem ter efeitos positivos e negativos para o hospedeiro.

O trabalho destacou que médicos e veterinários, ao estudar uma doença, devem levar em conta também as outras infecções que o indivíduo pode ter. “As interações entre parasitas no hospedeiro podem ser muito mais fortes e têm mais efeito sobre a suscetibilidade à infecção do que outros fatores comumente considerados em estudos de doenças como a idade do paciente e a estação do ano”, disse Sandra Telfer, do Instituto de Biologia e Ciências Ambientais da Universidade de Aberdeen (Escócia).

Interações

O estudo analisou 4 parasitas diferentes – vírus da varíola bovina, protozoário da Babesiose, a bactéria da Erliquiose e a bactéria Bartonella SP (que não afeta humanos) –, e mostrou que há grandes efeitos positivos e negativos de outras infecções na susceptibilidade.

Os pesquisadores descobriram que se um animal está infectado com o vírus da varíola bovina, ele tem maior probabilidade de se infectar com outros parasitas. Em contrapartida, tivemos também a evidência de inibição - se um animal está infectado com Babesia microti, o protozoário da Babesiose, é menos provável dele se infectar com Bartonella spp.

“Alguns parasitas, incluindo o vírus da varíola bovina, tentam manipular a resposta imune do hospedeiro, para que possam o infectar com êxito. Isso pode explicar por varíola bovina tende a aumentar a susceptibilidade a outros parasitas - porque o sistema imune do hospedeiro é temporariamente enfraquecido”, explica.

Os efeitos negativos entre Babesia microti e Bartonella spp. também podem ser explicada pelos seus efeitos no sistema imune do hospedeiro. “Neste caso, a infecção com uma espécie de parasita pode regular parte do sistema imunológico, por exemplo, as células que são responsáveis pelo ataque inicial de parasitas, o que torna difícil para o outro parasita obter sucesso ao infectar o hospedeiro”.

Outra alternativa, pode refletir os efeitos negativos da concorrência entre os parasitas para a alimentação dentro do hospedeiro. “Tanto Babesia e Bartonella infectam as células vermelhas do sangue, e assim, se um indivíduo já está infectado com Babesia, será difícil para a bactéria da Bartonella encontrar glóbulos vermelhos suficientes”, diz.

O estudo, que foi feito com ratos silvestres, tem também aplicações em humanos. “Assim como acontece com outras espécies animais, a maioria dos seres humanos é infectada com mais de uma espécie de parasita, simultânea ou sequencialmente. No entanto, a maioria dos estudos médicos considera apenas uma doença por vez”, disse

HIV

Entre os exemplos de aplicação do estudo está o vírus da AIDS, que de acordo com dados da Organização mundial da Saúde (OMS) 40,3 milhões de pessoas em todo o mundo são soropositivas - a grande maioria na África. O vírus da imunodeficiência humana (HIV) ataca o sistema imunológico do homem, responsável por defender o organismo de doenças. De acordo com estatísticas da Organização mundial de “Acredita-se que a alta prevalência de HIV na África pode estar dirigindo o aumento no número de casos de tuberculose no continente”, disse.

No entanto, estudos sobre a AIDS continuam tratando a doença isoladamente. “Se quisermos conhecer os riscos para um indivíduo ao contrair uma infecção, precisamos saber outros tipos de infecções ele tem, pois elas interagem”.

Evidências sobre universo paralelo podem surgir em breve


Os físicos que investigam a origem do universo esperam ter, no ano que vem, as primeiras provas da existência de conceitos caros aos escritores de ficção científica, como mundos ocultos e dimensões extras.

À medida que o Grande Colisor de Hádrons (LHC) do Cern, nas proximidades de Genebra, na Suíça, opera com uma força maior, eles falam cada vez mais sobre uma "Nova Física" no horizonte, que poderia mudar por completo os pontos de vista atuais sobre o universo e o seu funcionamento.

"Universos paralelos, formas desconhecidas de matéria, dimensões extras... Isso não é coisa de ficção científica barata, mas teoria física muito concreta que os cientistas tentam confirmar com o LHC e outros experimentos."

Isso foi o que escreveram os integrantes do Grupo de Teoria do centro internacional de pesquisa no boletim direcionado aos funcionários do Cern este mês.

Enquanto as partículas se chocam no vasto complexo subterrâneo do LHC a energias cada vez maiores, os "extra bits do universo" --se é que eles existem como o previsto-- poderão ser vistos no computador, afirmam os teóricos.

O otimismo é crescente entre as centenas de cientistas que trabalham no Cern, ao longo da fronteira entre França e Suíça, numa experiência de US$ 10 bilhões, que inicialmente apresentou problemas, mas este ano vem cumprindo suas metas.

COLISÃO DE PRÓTONS

Em meados de outubro, disse o diretor-geral Rolf Heuer à equipe no último fim de semana, os prótons eram colididos ao longo do anel subterrâneo de 27 quilômetros a uma taxa de 5 milhões por segundo --duas semanas antes da data prevista para esse número.

No ano que vem, as colisões ocorrerão --se tudo continuar seguindo bem-- a uma taxa que produzirá o que os físicos chamam de "femtobarn inverso", mais bem descrito como uma quantidade colossal de informações para a avaliação dos analistas.

As colisões recriam o que aconteceu numa minúscula fração de segundo após o "Big Bang" primordial, 13,7 bilhões de anos atrás, que gerou o universo que conhecemos hoje e tudo o que ele contém.

Depois de séculos de observações cada vez mais sofisticadas da Terra, apenas 4% do universo é conhecido --porque o restante é formado pelo que tem sido chamado de matéria escura e energia escura (porque são invisíveis).

Mitsubishi apresenta novo modelo de carro elétrico a Lula


A empresa automobilística japonesa Mitsubishi apresentou nesta quarta-feira ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o novo modelo de veículo elétrico que construirá e comercializará no País a partir de 2013. Após ter testado o novo automóvel, Lula declarou que "o carro elétrico é um sonho almejado há muito tempo pela indústria automobilística e pela engenharia mundial" e defendeu a promoção de meios de transportes não poluentes.

O modelo, batizado como i-MiEv, tem uma autonomia de 160 quilômetros, e emite menos dióxido de carbono que um veículo equivalente a gasolina. O carro elétrico, construído na cidade de Catalão, em Goiás, pode transportar até quatro pessoas e alcançar uma velocidade de 130 km/h. Segundo o presidente da Mistubishi no Brasil, Eduardo de Souza Ramos, a comercialização no mercado internacional é cada vez maior, "já que no ano passado foram vendidos 1,8 mil carros e este ano 9 mil" do modelo. Ele acrescentou que a empresa japonesa abrirá uma nova fábrica de motores no Brasil e que a produção de veículos no país será ampliada de 59 mil unidades para 100 mil.

Cenas da natureza reduzem dor


Uma combinação de imagens de belas cenas da natureza e música com sons relaxantes ajuda a amenizar dores de pacientes com câncer durante procedimentos invasivos como punções e biópsias, segundo cientistas americanos. Pesquisadores da Universidade de Baltimore fizeram testes para encontrar formas de aliviar a dor em pacientes submetidos a mielogramas, um exame doloroso em que é feita uma punção óssea.

Apenas com anestesia local, uma grande agulha é inserida em um osso, geralmente nas costas, de onde é retirada uma amostra da medula óssea. Tal procedimento pode prolongar-se por até dez minutos.

"Queríamos encontrar um jeito de tornar essa experiência mais tolerável", disse Noah Lechtzin, do departamento de medicina da Universidade de Baltimore.

"Então fizemos um estudo no qual pacientes olhavam dois tipos de imagem durante o exame: cenas da natureza acompanhadas de sons agradáveis ou cenas da cidade, com seus barulhos típicos."
A imagem relaxante mostrava uma região próxima às Cataratas Vitória, na Zâmbia, e era acompanhada de passarinhos cantando. A da cidade retratava uma rua movimentada, com vários carros e pessoas caminhando apressadamente.

Os pesquisadores mediram então o nível da dor dos grupos de pacientes e perceberam mudanças significativas. Pacientes que fizeram o exame sem ver nenhuma foto registraram dores no nível 5,7 de uma escala conhecida como Hopkins Pain Rating.

Já os que observaram a paisagem natural relataram, em média, níveis 3,9 de dor. Os pacientes que viram as fotos da cidade registraram índices semelhantes aos dos que não viram nenhuma imagem. Isso, segundo Lechtzin, prova que a redução da dor não é apenas uma questão de distrair o paciente.

"Acredito que há certos tipo de elementos na natureza que relaxam mais as pessoas", afirmou. "Não seria interessante colocar uma foto de pedras que possam esconder animais perigosos. Mas cenas de água correndo, por exemplo, são muito úteis, especialmente se acompanhadas de sons de passarinhos cantando e do vento batendo nas árvores."

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Globo denuncia abuso dos pedágios de Serra, que mostra sua verdadeira cara

Água na Lua


Antiga conhecida do homem, hoje é possível afirmar que a Lua é mais complexa do que se imaginava. Além de ter conter bilhões de litros em seus pólos, ela contém compostos como hidroxila, monóxido de carbono, dióxido de carbono, amônia, sódio, mercúrio e prata. As descobertas foram publicadas em uma série de estudos na edição desta semana do periódico científico Science.

Os novos estudos são resultado de observações feitas em outubro do ano passado pelo satélite LCROSS (Lunar Crater Remote Observation and Sensing Satellite) da Nasa, quando ele se chocou, intencionalmente, com a superfície da Lua. Cerca de 90 minutos após a colisão, o satélite LRO (Lunar Reconnaissance Orbiter) passou pela poeira resultante do impacto e coletou dados sobre as substâncias que formavam uma névoa.

“É uma nova visão sobre o pólo sul lunar, não só pelos compostos, mas pela incrível variedade deles que são de grande importância para a análise científica”, disse em entrevista coletiva Anthony Colaprete pesquisador do projeto de reconhecimento da órbita da Lua (LRO), da Nasa.

O ponto de impacto escolhido foi a cratera Cabeus, que fica no Pólo Sul lunar, uma das regiões mais frias do sistema solar com temperatura semelhante à encontrada em Plutão. Isto porque o pequeno eixo de inclinação de rotação da Lua faz com que o solo dos pólos permaneça sempre a sombra da luz solar. Sem receber a energia do sol, a temperatura destas regiões se mantém entre -238ºC e -173ºC.

Temperaturas tão baixas que quase todas as substâncias voláteis ficam presas por ali, sem se dispersar.
O choque criou uma cratera (dentro da Cabeus) de 25 a 30 metros de largura e algo em torno de 4 a 6 toneladas de detritos, poeira e vapor que como em uma explosão subiu até a uma área iluminada pelo sol no campo de visão do satélite.

A missão possibilitou que cientistas estimassem o total de concentração de gelo na cratera: cerca de 5,6% da massa total no interior da Cabeus pode ser atribuída ao gelo. Isso significaria a bilhões de litros de água em uma única cratera.

A descoberta de água em forma de gelo e outros elementos, principalmente mercúrio – aparentemente na mesma quantidade que a água encontada - e hidrogênio, poderão reduzir a necessidade de transporte e armazenamento de recursos usados por astronautas. “O hidrogênio poderia ser uma fonte usada em missões futuras”, disse Colaprete. Já o mercúrio poderia ser tóxico para astronautas.

domingo, 24 de outubro de 2010

TI para inclusão


Novidades tecnológicas estarão em exposição na Feira de Tecnologia Assistiva que ocorrerá em paralelo ao Congresso Muito Especial de Tecnologia Assistiva e Inclusão Social das Pessoas com Deficiência de Pernambuco que acontece entre os próximos dias 25 e 28, no Chevrolet Hall, em Olinda.

As inscrições para o evento já foram encerradas, mas para conhecer as novidades dos 50 expositores da feira a entrada é gratuita. Uma das invenções que promete movimentar o público é o óculos-mouse, que foi criado pelos alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul) que permite acionar o clique do mouse com apenas um piscar de olhos.

sábado, 23 de outubro de 2010

HUMILDADE QUE ELEVA

Naquele tempo, Jesus contou esta parábola para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros:

”Dois homens subiram ao templo para rezar: um era fariseu, o outro cobrador de impostos. “0 fariseu, de pé, rezava assim em seu íntimo: ‘Ó Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens, ladrões, desonestos, adúlteros, nem como este cobrador de impostos. Eu jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de toda a minha renda’. O cobrador de impostos, porém, ficou a distância e nem se atrevia a levantar os olhos para o céu; mas batia no peito, dizendo: ‘Meu Deus, tem piedade de mim, que sou pecador!’ Eu vos digo, este último voltou para casa justificado, o outro não. Pois quem se eleva será humilhado e quem se humilha será elevado”.

Ao fazer bem mais do que pediam os preceitos da lei de Deus, o fariseu tinha ótimas intenções. Mas, ao se considerar melhor que todos os outros, ele ignorava uma das essências dessa mesma lei: a compaixão que gera fraternidade. Julgando- se melhor que os demais, em sua arrogância ele só conseguia criar separação.

Jesus, ao invés, exalta o cobrador de impostos, pessoa odiosa aos olhos dos judeus por colaborar com a dominação romana. Ele que voltou para casa justificado. E ele que conseguiu demonstrar, com sua oração, a verdadeira atitude religiosa, o genuíno modo de se relacionar com Deus. Pois, se temos algo a apresentar a Deus, são nossas próprias misérias e nossa esperança de que ele nos perdoe.

Aquele cobrador, com sua súplica penitente, acaba ensinando que a justiça de Deus não se baseia no julgamento ou na condenação, e sim na misericórdia. A mesma misericórdia que Jesus mostrou, sobretudo pelos pequenos e fracos, por aqueles que a sociedade hipocritamente condenava como pecadores.

O modo como nos relacionamos com Deus tem que ver com o modo como nos relacionamos entre nós. Somos assim questionados sobre nossa oração e sobre nossas atitudes com relação aos demais. Pôr-se no lugar do outro para ajudá-lo a se levantar das fraquezas físicas e morais é já bastante. Mas só consegue isso quem reconhece as próprias misérias, quem dá espaço para que a graça de Deus possa agir.

Quando acreditamos ter algum mérito diante de Deus, não conseguimos ir além daquilo que nós mesmos chamamos de justiça. Quando, ao invés, nos sentimos perdoados por ele e sabemos que de nada somos merecedores, podemos experimentar o favor divino. Pois é no amor gratuito que encontramos a própria justiça de Deus. E a porta para isso é a oração humilde, como escreveu santa Teresa de Ávila: “O fundamento da oração é a humildade, e quanto mais uma alma se abaixa na oração, mais Deus a eleva”

Aquecimento do Ártico


Os sinais da mudança climática estiveram espalhados pelo Ártico neste ano — ar mais quente, menos gelo no mar, geleiras derretendo —, o que provavelmente significa que essa região, crucial para a definição do clima no resto do planeta, não irá voltar ao seu antigo estado mais frio, disseram cientistas na quinta-feira.

No estudo, divulgado pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA), cientistas norte-americanos, do Canadá, da Rússia, da Dinamarca e de outros países disseram que "um retorno às condições anteriores do Ártico é improvável."

As condições do Ártico têm grande influência sobre o clima nas latitudes temperadas do Hemisfério Norte, onde se concentra grande parte da população mundial. Nevascas nos EUA, norte da Europa e oeste da Ásia no inverno passado provavelmente tiveram relação com a maior temperatura atmosférica no Ártico, segundo os cientistas.

"O inverno de 2009-10 mostrou uma nova conectividade entre o frio extremo e a neve em latitudes médias e as mudanças nos padrões de ventos do Ártico", disse o estudo.

Jackie Richter-Menge, do Laboratório de Pesquisa e Engenharia de Regiões Frias do Exército dos EUA, disse que a temperatura atmosférica na superfície do Ártico está aumentando ao dobro do ritmo do que em latitudes inferiores.

Isso se deve em parte à chamada amplificação polar — o derretimento do gelo e da neve, que são brancos, expõe áreas mais escuras de mar e terra, que absorvem mais calor, num círculo vicioso. A exposição constante à luz solar durante o verão nas altas latitudes também contribui para isso, disse Richter-Menge por telefone.

Normalmente, o ar frio fica "engarrafado" no Ártico durante o inverno, mas no final de 2009 e começo de 2010 ventos fortes empurraram esse frio do norte para o sul, em vez de seguirem o padrão habitual de oeste para leste, disse o oceanógrafo Jim Overland, da NOAA em Seattle.

Overland disse haver uma ligação direta disso com a redução do gelo marinho no Ártico e com o clima em latitudes temperadas, e sugeriu que o fenômeno deve se tornar mais comum nos próximos 50 anos.

Esse padrão ocorreu apenas três vezes nos últimos 160 anos, disse Overland a jornalistas.

"É meio que um paradoxo em que você tem um aquecimento global geral e aquecimento da atmosfera que na verdade criam mais dessas tempestades de inverno", afirmou. "O aquecimento global não é só aquecimento em todo lugar ... ele cria essas complexidades."

Os pesquisadores disseram que Nuuk, capital da Groenlândia, teve seu ano mais quente em 138 anos de medições, e que quatro grandes geleiras perderam mais de 25 quilômetros quadrados cada uma.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Treze razões fortes para votar em Dilma


1. FIM DA MISÉRIA - Com Lula, 36 milhões de pessoas entraram para a classe média e 28 milhões saíram da pobreza absoluta. Dilma vai
aprofundar esse caminho e lutar para acabar com a miséria no país.

2. MAIS EMPREGOS - O Brasil nunca gerou tantos empregos como agora. Dilma - que coordenou o PAC e o Minha Casa, Minha Vida, programas que levam obras e empregos a todo o país — é a garantia de que o mercado de trabalho vai continuar crescendo para todos.

3. MAIS REAJUSTES SALARIAIS - Com Lula, o salário mínimo sempre teve reajustes bem acima da inflação e houve aumento da massa salarial em geral. Dilma vai manter e aperfeiçoar essa política que tem ajudado a melhorar a vida de tantas famílias, em todo país.

Leia mais no aspssauros

Manuscritos do Mar Morto poderão ser vistos na internet



A Autoridade de Antiguidades de Israel está colaborando com o Google para colocar na internet os manuscritos do Mar Morto. O projeto permitirá que milhões de pessoas tenham acesso gratuito ao conjunto de textos de dois mil anos, considerado uma das maiores descobertas arqueológicas do século passado. Devem ser colocadas imagens em alta definição dos documentos na rede virtual. As primeiras dessas reproduções devem ser divulgadas em alguns meses. Os manuscritos estarão disponíveis tanto nos idiomas originais como em traduções.

Pnina Shor, funcionária do setor de antiguidades israelense, disse hoje que o plano vai garantir a preservação dos originais, ao mesmo tempo em que ampliará o acesso aos valiosos documentos, que incluem fragmentos da Bíblia Hebraica. Alguns especialistas já se queixaram de que somente um grupo pequeno de estudioso tinha acesso aos documentos, encontrados em cavernas perto do Mar Morto na década de 1940.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Neurônios se multiplicam com o envelhecimento


De todo o corpo humano, o órgão mais intrigante é o cérebro. Inacessível, complexo, detentor da personalidade e centro do conhecimento, ele é uma máquina funcional formada por 86 bilhões de neurônios, que se comunicam entre si por meio de sinapses para fazer a engrenagem funcionar de forma perfeita. Como toda máquina, o cérebro necessita de ajustes para a execução das mais diversas atividades. Mas ao contrário delas, ele não está sujeito ao desgaste do tempo — tese adotada pela ciência anteriormente.

Uma série de pesquisas realizadas na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de São Paulo (USP) sugere que o processo de envelhecimento não está, obrigatoriamente, associado à diminuição do número de neurônios. Pelo contrário: os trabalhos constataram que as células nervosas, em vez de se apagarem com o processo de envelhecimento, se multiplicam.

“Essta é a grande novidade e mudança de paradigma desse trabalho, ou seja, os neurônios são células que podem sim, se dividir, se multiplicar e se renovar. Nesse trabalho, encontramos neurônios se dividindo em animais idosos”, explica o professor Antonio Augusto Coppi, responsável pelo Laboratório de Estereologia Estocástica e Anatomia Química do Departamento de Cirurgia da FMVZ/USP.

Segundo Coppi, de 1954 a 1984, o uso de métodos de análise inadequados em diversas pesquisas nacionais e internacionais conduziu os cientistas a acreditar que, ao envelhecermos, nosso cérebro perdia células nervosas. “Com a publicação do método estereológico, em 1984, porém, os pesquisadores menos resistentes contestaram os resultados anteriores, iniciando o emprego da quantificação de neurônios por estereologia (3D).”

Por meio da estereologia, inclusive, o pesquisador percebeu o processo de divisão dos neurônios de diferentes tipos de animais em etapas da vida. “Trabalhamos com o sistema nervoso simpático de oito espécies de animais (desde o camundongo até o cavalo) e, em cada uma, estudamos quatro grupos etários — neonatos (três dias de vida), jovens (um mês), adultos (1 ano) e idosos (2 a 8 anos). A conclusão é de que somente na cobaia (camundongo) o número de neurônios diminuiu 21%. Nas outras espécies, ou permaneceu estável ou aumentou até 1.700% durante o envelhecimento”, explica.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Dados dos usuários do Facebook vazam na internet



Uma notícia do Wall Street Journal preocupou quem navega pela grande rede. Segundo o jornal norte-americano, alguns aplicativos da rede social Facebook podem estar enviando dados de usuários para empresas terceirizadas. Os dados, referentes a identidade dos usuários, fazem parte do Facebook ID. 

Ainda de acordo com o jornal, dez dos programas mais populares do site estão distribuindo dados pessoais dos usuários, entre eles games da empresa Zynga como FrontirVille, Texas HoldEm Poker e Farmville, que sozinho reúne 80 milhões de jogadores. 

O Facebook publicou uma nota oficial em seu blog, afirmando que os aplicativos vazaram os dados por conta de detalhes técnicos. 

— Nossa política de proteção de dados é muito clara, garantindo que ninguém terá acesso aos dados privados de nossos usuários sem consentimento. Recentemente, percebemos que muitos aplicativos construídos para a plataforma Facebook estavam repassando para terceiros dados de usuários, violando nossa política. Na maioria dos casos, os desenvolvedores não tinham a intenção de passar essa informação, mas o fizeram por conta de detalhes técnicos no modo de como os navegadores da web trabalham. 

Nesta sábado, dia 16, o Facebook já havia bloqueado o LOLapps, um dos maiores provedores de jogos sociais na plataforma por violar termos de conduta da rede social. De acordo com o Wall Street Journal, alguns jogos estavam transmitindo dados de usuários para terceiros. 

Segundo o Facebook, o usuário que tiver selecionado compartilhar informações com Everyone, ou seja, com qualquer pessoa, é possível que dados como nome completo, número de telefone, e-mail e quem são os amigos, possam ter sido enviados para mais de 25 empresas. A empresa afirmou ainda, que trabalha para resolver o problema.

Universo pode acabar


O Universo poderá desaparecer em cerca de 3,7 bilhões de anos, revelam astrofísicos americanos e japoneses que questionam a teoria sobre a expansão permanente espaço-tempo. "É improvável que o Universo acabe durante nossa vida, mas há 50% de possibilidade de que o tempo tenha um final em cerca de 3,7 bilhões de anos", assinalaram os cientistas.

Na opinião deste grupo de cientistas, certos métodos e hipóteses utilizados há muito tempo pelos astrofísicos, e seu recurso a um limite arbitrário para o tempo com o qual calculam as probabilidades de um universo de expansão infinita, levam de fato à conclusão de que o tempo terá um fim.

"Em outras palavras, este limite de tempo, considerado unicamente como ferramenta de cálculo estatístico, se comporta de fato como um evento físico real", explica Raphael Bousso, astrofísico da Universidade da Califórnia, em Berkeley (oeste), um dos autores do estudo, publicado no site arXiv.org.

"Se esta conclusão não é correta, significa que uma das hipóteses do modelo matemático é errada, o que seria extremamente interessante para os astrofísicos, que durante tanto tempo a consideraram muito razoável."

"É muito importante compreender que não afirmamos nossa certeza sobre esta conclusão de que o tempo terá um fim, mas não podemos excluir a possibilidade de que isto ocorra", destacou Bousso. Segundo a teoria amplamente aceita, o Universo nasceu do Big Bang, há cerca de 13,7 bilhões de anos, e se expande a uma velocidade que se acelera exponencialmente e até o infinito.

domingo, 17 de outubro de 2010

TVs 3D sem óculos


Era uma questão de tempo para que o efeito 3D começasse a dispensar o uso dos desconfortáveis óculos. Ao que parece, a Toshiba conseguiu o feito --e acabou se tornando um dos destaques da Cea tec: a fila para ver a rápida demonstração durava mais que 30 minutos.


Foram exibidos dois modelos de TVs 3D sem óculos, um deles de 12 polega das e outro de 20 --eles es tarão à venda no Japão em dezembro. A tela de 12 po legadas, por exemplo, de ve sair por algo em torno de 120 mil ienes (cerca de R$ 2.436).


A empresa também mostrou um protótipo de 56 polegadas, ainda sem data de lançamento.

A demonstração foi feita em um ambiente total­mente controlado, mas o efeito final foi bastante bom. As imagens eram exi bidas em camadas que pa reciam se soltar da tela. A empresa parece ter conse guido --a próxima etapa é chegar à produção em sé rie de telas maiores.

Segundo a Toshiba, o efeito é obtido pela junção de um sistema de imagens e uma camada perpendi cular lenticular --compos ta por lentes que transmi tem as imagens em um plano horizontal.

Esses dois fatores são combinados com a tecno­logia de processamento de imagens da Toshiba e for mam-se nove imagens pa ralelas a partir do conteú do original. Ainda segun do a empresa, o painel de LCD com backlight LED exibe quatro vezes o nú mero de pixels de um pai nel padrão de Full HD.

Paixão pode ser comparada a poderoso analgésico


O sentimento de paixão ajuda a superar dores ao ativar regiões de recompensa no cérebro, segundo um estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. De acordo com os pesquisadores, o romance é muito importante para aliviar a dor.

Eles constataram que estudantes expostos a queimaduras se acalmaram drasticamente quando as fotos de suas namoradas ou namorados apareciam repentinamente. A equipe disse que as fotos desencadearam uma resposta emocional ativando as regiões do cérebro ricas em dopamina, associada com a motivação e recompensa.

O professor Sean Mackey explicou ao Daily Mail que "quando as pessoas estão nesta fase há grandes alterações no seu humor que causam impacto na sua experiência de dor".

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//