Redes Social



twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemailhttps://www.wowapp.com/w/andrecafe/joinhttps://www.instagram.com/andrecafee/

domingo, 11 de julho de 2010

Pesquisadores conseguem transmitir energia sem fios em movimento


Pesquisadores da Intel divulgaram nesta terça-feira (6) um progresso na transmissão de energia sem fios: a possibilidade de transmitir uma corrente elétrica para receptores em movimento.

A Wireless Resonant Energy Link Technology(WREL, ou Tecnologia para a transmissão sem fio de energia ressonante, em português) foi apresentada pela Intel em 2008. Na ocasião, Justin Rattner, chefe do departamento de tecnologia da empresa, demonstrou uma lâmpada de 60w iluminada sem a necessidade de fios no palco do Intel Developer Forum. Depois disso, os pesquisadores também mostraram notebooks ligados sem bateria e caixas de som sem cabos que funcionaram com a tecnologia.

Para que ocorra a transmissão de energia pelo ar, sem os fios, a corrente é enviada por meio de uma bobina localizada no final da fonte. O campo magnético resultante ressoa em uma frequência específica, sendo a energia coletada por uma bobina de recepção WREL.

Agora, a novidade é transmissão estável de corrente elétrica a receptores em movimento. De acordo com os pesquisadores, a transmissão pode ser feita em "praticamente qualquer direção e em uma distância de até 70 centímetros".

No Research@Intel em Mountain View, no estado americano da Califórnia, os pesquisadores da Intel Labs Seattle demonstraram que já podem mover o receptor na “zona mágica” de 70 centímetros em torno do transmissor WREL. Um algoritmo especial de rastreamento assegura o nível constante de energia, sem a necessidade de que o receptor esteja alinhado paralelamente com o transmissor.

"Os algoritmos adaptativos para a sintonização automática agora permitem que as bobinas do transmissor e do receptor fiquem a um ângulo de até 70 graus com a eficiência da transmissão permanecendo firme em 70%", explica a companhia.

No futuro, sugere a Intel, será possível ter transmissores WREL integrados a mesas para carregar dispositivos móveis como telefones e notebooks automaticamente. Um marca-passo cardíaco poderia extrair a energia por meio da WREL, tornando uso de fios subcutâneos obsoleto. Controles remotos, fones de ouvidos bluetooth ou o teclado e o mouse também são dispositivos que se beneficiariam da energia wireless.

Nenhum comentário:

 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA
//